quarta-feira, 19 de agosto de 2020

Biah Rodrigues celebra três meses de filho com Sorocaba: "Deu mais chama ainda para nosso relacionamento"

 Theo, filho de Sorocaba e Biah Rodrigues, faz 3 meses (Foto: Cauê Garcia/CG Comunicação)

Foto: Cauê Garcia/CG Comunicação

Biah Rodrigues e Sorocaba fizeram uma festinha para celebrar os três meses do filho, Theo, nesta segunda-feira (17), no haras da família, no interior de São Paulo. A decoração escolhida pelos papais desta vez foi de aviador e todo o projeto executado pela decoradora Keyla Braga. O bolo e docinhos foram feitos pela Nina Ortega Cake Designer. Após um ensaio fotográfico cheio de ternura para as lentes Cauê Garcia, da CG Comunicação, a influencer falou com Quem sobre o crescimento do filho.

"Costumo dizer que ele é ainda um serzinho totalmente dependente! A gente nota mudanças físicas, por mais que sejam pequenas, e de comportamento, que também podem ser pequenas, mas que fazem total sentido para quem convive com ele. Ser mãe é um aprendizado diário", conta Biah.

O impacto da chegada do pequeno na casa reforçou ainda mais os laços de amor entre o casal. "O filho é o bem mais precioso de qualquer relação! Desde a chegada dele, percebemos que agora não somos só um casal, somos uma família. O carinho, respeito, afeto, tudo aumenta! A gente vive intensamente cada dia das nossas vidas, ainda mais depois da chegada do Theo, o que deu mais chama ainda para nosso relacionamento. Eu e o Sorocaba sempre fomos muito diretos e cuidadosos neste assunto."

Encontrar um tempo para namorar não é tão desafiador quando se tem um companheiro compreensível, segundo Biah. "Desde o momento que decidimos construir nossa família, sabíamos de todos os contratempos que poderiam surgir, mas, tudo é questão de paciência, conversa e quem quer, dá um jeitinho que consegue", explica ela.

Já um momento só seu é um pouquinho mais complicado. Ainda mais com um bebê tão novinho em casa. "No começo é muito difícil! Você precisa se doar em todas as circunstâncias possíveis e imaginárias. Amamentação, a hora do sono, banho, trocas de fraldas... Afinal, trata-se de um serzinho totalmente dependente. Com o tempo, aos poucos a gente consegue voltar a conciliar uma coisa ou outra, mas, ainda nos três meses confesso que não é 100% da rotina que volta ao normal."

Por QUEM