terça-feira, 18 de agosto de 2020

Adriana Birolli fala sobre ‘Fina Estampa’: ‘como que eu fiz isso?’

 A atriz Adriana Birolli fez par romântico com o ator Caio Castro em 'Fina Estampa'

© Rede Globo / Reprodução 

A atriz Adriana Birolli, que interpretou a personagem Patrícia em Fina Estampa, falou sobre a reprise da novela da Rede Globo e o processo de “autocrítica” pelo qual está passando durante a reexibição. Além dela, a atriz Lilia Cabral participou do Altas Horas no sábado, 15, e comentou sobre assistir à produção.

Em entrevista para a Revista Quem publicada no sábado, 15, Adriana comentou que vê a novela todos os dias e que está sendo “divertido”. “Óbvio, que eu olho as cenas e falo: ‘como que eu fiz isso?’ [...] Mas é normal se autocriticar, porque a gente quer melhorar, evoluir artisticamente”, comentou a atriz, destacando que tinha 23 anos quando gravou a novela.

Conhecida por interpretar o Pereirão em Fina Estampa, Lilia Cabral também falou sobre a reprise, que ocorre devido à pandemia do novo coronavírus, e revelou que está acompanhando a novela pela primeira vez: “Eu te confesso que quando eu fiz a novela eu via pouco, mais gravado do que no ar”.

Lilia comentou que ficou “indignada” com a separação de Griselda e René, interpretado por Dalton Vigh, mas que não é muito crítica com a produção: “Você fica menos crítico, porque já passou tanto tempo. Eu me dediquei tanto, agora a gente releva e parte para o lado do entretenimento e diversão, a novela tem muita coisa afetiva, um lado familiar, muita coisa mesmo e eu não me lembrava”.

“Tem coisas que me pegam de surpresa, e isso claro que você discute com bases de 2020 e tudo que você está vivendo, mas mesmo assim, acho que as relações, afetivas e familiares, tem coisas que não mudam”, destacou a atriz.

Além de Lilia e Adriana, o ator Marco Pigossi também falou sobre sua participação em Fina Estampa e criticou a novela, dizendo que ela deveria ser “proibida de ser reprisada”. O comentário chegou a gerar uma resposta de Aguinaldo Silva, autor da novela, que destacou o sucesso da novela e disse ser contra que um artista “se manifeste a favor da censura”.

Por Estadão